Jardins Nativos

O crescente aumento da urbanização tem trazido uma série de consequências danosas para o ambiente como diminuição drástica de áreas naturais, perda da biodiversidade, degradação dos cursos d’água, contaminação hídrica e atmosférica, formação de ilhas de calor, entre outras. Todos esses impactos são sentidos na perda da qualidade de vida das pessoas que moram em grandes centros urbanos.

Todos nós podemos colaborar com a diminuição destes impactos na cidade onde moramos. A sacada de um prédio, uma pequena faixa de terra em frente a um sobrado, jardins e quintais de todos os tamanhos podem transformar-se em áreas importantes para a conservação de espécies nativas e da qualidade ambiental.

Para tanto, um jardim nativo é originário de uma proposta de jardinagem compatível com o meio ambiente, que valorize e dê prioridade à utilização de espécies nativas do ecossistema no qual ele está inserido.

O planejamento de um jardim nativo envolve aspectos comuns ao processo de estabelecimento de qualquer jardim, como a análise do espaço disponível, tipo e profundidade do solo, exposição da área ao sol e escolha das espécies. A diferença está no objetivo a ser alcançado, que no caso do jardim nativo está diretamente associado à contribuição que ele pode dar para a conservação de espécies da flora e da fauna nativas.

Jardim Nativo Conservacionista

Jardim Nativo Conservacionista

Jardim Convencional

Jardim Convencional

Para a região de Curitiba, sugerimos plantas de diversos portes a serem escolhidas de acordo com o planejado para o tamanho da área. Sendo assim, o proprietário pode escolher entre mudas de araucária, quaresmeira, pitanga, araçá, jerivá, butiá, ipê-amarelo, xaxim, imbuia, jacarandá e outras, bem como optar por plantas nativas ornamentais para pequenos jardins como caliandra, brinco-de-princesa, costela-de-adão, antúrio, jaborandi, entre outras.

Araçá (Psidium cattleianum)

Araçá (Psidium cattleianum)

Araucária (Araucaria angustifolia)

Araucária (Araucaria angustifolia)

Avenca (Adiantum raddianum)

Avenca (Adiantum raddianum)

Brinco-de-princesa (Fuchsia regia)

Brinco-de-princesa (Fuchsia regia)

Butiá (Butia eriospatha)

Butiá (Butia eriospatha)

Caliandra (Calliandra brevipes)

Caliandra (Calliandra brevipes)

Cipó-de-são-joão (Pyrostegia venusta)

Cipó-de-são-joão (Pyrostegia venusta)

Costela-de-adão (Philodendron bipinnatifidum)

Costela-de-adão (Philodendron bipinnatifidum)

Flor-de-maio (Hatiora gaertneri)

Flor-de-maio (Hatiora gaertneri)

Ipê Amarelo (Handroanthus serratifolius)

Ipê Amarelo (Handroanthus serratifolius)

Jerivá (Syagrus romanzoffiana)

Jerivá (Syagrus romanzoffiana)

Justicia-rosa (Justicia carnea)

Justicia-rosa (Justicia carnea)

Lantana (Lantana camara)

Lantana (Lantana camara)

Lanterninha (Abutilon megapotamicum)

Lanterninha (Abutilon megapotamicum)

Quaresmeira-arbustiva (Tibouchina moricandiana)

Quaresmeira-arbustiva (Tibouchina moricandiana)

Xaxim (Dicksonia sellowiana)

Xaxim (Dicksonia sellowiana)

Se você tem uma área para jardinar, por que não contribuir com a conservação da natureza?

Faça o manejo de sua área retirando as plantas exóticas e substituindo-as por nativas. Além de preservarmos espécies da flora local, oferecemos abrigo e alimento para espécies de animais que disseminarão sementes contribuirão para a manutenção do equilíbrio ecológico.

As plantas exóticas não são originais do ecossistema, foram trazidas intencionalmente ou acidentalmente de outros locais e podem se tornar invasoras, tomando o espaço e prejudicando as espécies nativas. Abaixo a lista de plantas exóticas que precisam ser evitadas em Curitiba e região Metropolitana:

Acacia (Mearnsii blossoms)

Acacia (Mearnsii blossoms)

Alfaneiro (Ligustrum lucidum)

Alfaneiro (Ligustrum lucidum)

Amora (Morus nigra)

Amora (Morus nigra)

Beijinho (Impatiens walleriana)

Beijinho (Impatiens walleriana)

Eucalipto (Eucalyptus spp.)

Eucalipto (Eucalyptus spp.)

Nêspera (Eriobotrya japonica)

Nespera (Eriobotrya japonica)

Pau-incenso (Pittosporum undulatum)

Pau de incenso (Pittosporum undulatum)

Pinus (Pinus spp.)

Pinus (Pinus spp.)

Uva-do-japão (Hovenia dulcis<em)

Uva-do-japão (Hovenia dulcis)

Conheça algumas dicas de conservação que devem ser seguidas para a implantação e/ou manutenção de um jardim nativo, ou em áreas naturais como chácaras e bosques nativos.

Entre em contato conosco para receber uma visita e orientações.